quinta-feira, 23 de abril de 2009

Dia do Livro

Como não podia deixar de ser, este dia não poderia nunca passar sem falar dele.
Pois bem, não sei se já repararam, mas adoro ler e já tenho uma colecção considerável de livros.
Para este dia escolhi este magnífico livro: " Os Filhos da Droga" escrito por Kai Hermann e Horst Hieck.
Acho que quase toda a gente já o leu ou, pelo menos, o conheçe. E se não o leu deveria pois é um livro que fala de uma estória veredicta e sempre actual, ou aliás, cada vez mais actual!
Acho que todos os adolescentes deveriam lê-lo pois abre os olhos para muitas coisas, para a vida real, para aquilo que eles (os adolescentes) se podem tornar se não olharem bem para o que fazem; têm que pensar que têm que dar um passo de cada vez, sem pressas. Pelo menos é esta a minha opinião.

Foi lançado em 1982, tornando-se um best-seller instantaneamente.
Foi um livro marcante nos anos 80 no qual deu origem a um filme.
A obra é a biografia de uma adolescente alemã (Cristiane F.) de 13 anos que se prostituia para comprar droga.



A história baseia-se nos relatos de uma adolescente chamada Christiane , que tinha apenas 13 anos quando enveredou pelos caminhos da droga. Até aos 6 anos ela viveu numa pequena aldeia onde o ambiente era humilde. Passado algum tempo, mudaram-se para Berlim , para uma zona hostil e a família começou a desmoronar-se pouco a pouco, o Pai de Christiane começou a bater na sua mulher e nas suas 2 filhas, incluindo a própria . A Mãe de Christiane divorciou-se e levou a Christiane com ela enquanto a sua outra filha preferiu viver com o pai e a sua amante. Christiane ficou muito abalada e começou a andar com más companhias e acabou por experimentar cigarros e álcool , experimentado pouco depois drogas leves (Haxixe e LSD). Daí em diante experimentou Heroína com o seu namorado, tinha ela treze anos e ele dezassete. Depressa ficaram dependentes da Heroína e meteram-se na prostituição , roubando e até ficando presos. A Mãe dela já não sabia o que fazer com tanta tristeza e sofrimento, porque ela não conseguia fazer uma desintoxicação, tinha muitas recaídas. Então a mãe levou-a para casa da avó onde acabou por sair das drogas. O melhor para a humanidade é não meter-se nas drogas, porque não leva ninguém a lado nenhum e ajudar aqueles que se perderam nesses caminhos a encontrar o caminho da vida.

Gostaria de saber se já o leram e o que é que acharam. Deixem comentáriaos à vontade!

Boas leituras!!!

2 comentários:

  1. Boas leituras para ti também!!!
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  2. Já li, e gostei muito, é um dos meus livros perferidos!

    ResponderEliminar

Gosto sempre de receber comentários! Nem que seja só uma olá!